Fimose

Excesso de pele que recobre o pênis dificultando que a glande seja exposta. Após o nascimento, a exposição da cabeça do pênis é difícil de acontecer e somente deve ser motivo de preocupação se o bebê apresentar dificuldade ao urinar ou infecção urinária. Até os 3 anos as ereções noturnas promovem a exteriorização da glande, de forma lenta e gradativa.

Nessa idade, 20% dos meninos não conseguem exteriorizar a glande. Este caso deve ser considerado pelo urologista em 2 situações: a fimose verdadeira (estreitamento do prepúcio) e a aderência balano-prepucial (aderência da pele na glande).

Alguns homens com excesso de pele na região peniana, mesmo sem dificuldade em expor a glande, apresentam inflamações e infecções (balanite) recorrentes. Esses pacientes também podem recorrer à cirurgia de postectomia para reduzi-las.

 

Tratamento

 

No caso da fimose, o procedimento a ser realizado é a postectomia, cirurgia que consiste na retirada do excesso do prepúcio com síntese da pele na mucosa. É uma cirurgia realizada com sedação e anestesia local em regime ambulatorial. O paciente permanece com curativo por 3 dias. O uso da pomada Postec, associado a massagem, pode ser usado somente na situação da aderência da pele na glande, geralmente por 2 meses.

Dúvidas:

Consultórios em São Paulo-SP:

 

Hospital Israelita Albert Einstein - Perdizes

Rua Apiacás, 85, 3º andar, sala 13.

Hospital Israelita Albert Einstein - Morumbi

Av. Albert Einstein, 627, 1º andar, sala 111.

Rua Alves Guimarães, 462 Sala 31.

 

Telefones:  (11) 99533-1609 (11) 2639-6223

E-mail: drguilhermepadovani@gmail.com

  • LinkedIn Social Icon
  • Wix Facebook page